Em breve: Baixe o nosso aplicativo na Play Store e fique por dentro das novidades.

Como lidar com os vales da vida – Pr. Oziel Nascimento

vale
28 de setembro de 2014

Como lidar com os vales da vida – Pr. Oziel Nascimento

Como lidar com os vales da vida?

Salmos 23.4 – Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. 

Introdução: Há um velho ditado árabe que diz: “Somente sol e nenhuma chuva produz um deserto”. Se a gente nunca tivesse um dia chuvoso, nossa vida seria seca. Quando a terra está muito seca não se consegue ter profundidade, maturidade.

São tempos bons e tempos difíceis que nos fazem amadurecer. A vida é uma mistura de tristezas e alegrias, vitórias e derrotas, sucessos e fracassos, montanhas e vales.

Deus está presente mesmo quando passamos por vales escuros, por nossos dias de escuridão.

“Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte…

Obs. Em Israel existe, literalmente, um Vale da Sombra da Morte. É um desfiladeiro íngreme, profundo e estreito. A luz solar só atinge a sua base quando se encontra diretamente acima do vale, ao meio dia. O restante do dia, o fundo desse vale permanece na sombra.

Na Bíblia, “vale” também é usado com referência aos tempos difíceis da nossa vida.

  1. Josué menciona o Vale da CalamidadeJosué 10.12 – então Josué falou ao Senhor, no dia em que o Senhor deu os amorreus nas mãos dos filhos de Israel, e disse na presença dos israelitas: Sol, detém-te em Gibeom, e tu, lua, no vale de Ajalom. 
  1. O Salmo 84 menciona o Vale das Lágrimas Salmos 84:6 – Que, passando pelo vale de Baca, faz dele uma fonte; a chuva também enche os tanques. 
  1. Oséias menciona o Vale da AfliçãoOséias 2:15E lhe darei as suas vinhas dali, e o vale de Acor, por porta de esperança; e ali cantará, como nos dias de sua mocidade, e como no dia em que subiu da terra do Egito.

Como a gente lida com os vales da vida? 

I. DO QUE DEVEMOS NOS LEMBRAR AO PASSARMOS POR UM VALE

  1. VALES SÃO INEVITÁVEIS

a) Ou acabamos de sair de um vale, ou estamos passando pelo vale, ou estamos a caminho de um vale. (Jo 16.33)

b) A questão não é se acontecer, mas quando. Vamos experimentar sofrimento, tristeza, doença. Haverá tempos de frustração, fracasso, fatiga.

2.  VALES SÃO IMPREVISÍVEIS

a) Não é possível planejá-los, agendá-los. Os vales são sempre inesperados.

b) Você já percebeu como um dia bom, pode se tornar num dia terrível? Um telefonema, uma carta, um diagnóstico médico, um acidente. Os vales simplesmente acontecem. (Jeremias 4.20 …de repente foram destruídas as minhas tendas…)

3.  VALES SÃO IMPARCIAIS

a) Ninguém está imune contra vales – pessoas boas e pessoas não tão boas.

b) Problemas, provações, dificuldades, não são uma indicação de que você é uma pessoa má. Significa que você é um ser humano.

c) Os vales são imparciais. Não importa quão bom ou mau você seja. (Mateus 5.45 – Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos).

4. VALES SÃO TEMPORÁRIOS

a) Eles têm duração limitada. Não são um lugar de permanência. Davi diz: “Ainda que eu .. É um lugar de passagem.

b) Apesar de que, quando estamos no meio da situação, tenhamos a impressão de que não vai passar nunca, vales são temporários. São como um túnel, com início e fim. (2 Coríntios 4.17Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente)

5.  VALES NÃO SÃO ACIDENTAIS

a) Deus tem um propósito em mente ao nos conduzir por vales.

– Eclesiastes 3.1 – Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.

– 1 Pedro 1.6-7 (NVI) – (6) Nisso vocês exultam, ainda que agora, por um pouco de tempo, devam ser entristecidos por todo tipo de provação. (7) Assim acontece para que fique comprovado que a fé que vocês têm, muito mais valiosa do que o ouro que perece, mesmo que refinado pelo fogo, é genuína e resultará em louvor, glória e honra, quando Jesus Cristo for revelado.

b) Não é no topo da montanha que a nossa fé é construída, mas são nos vales que ela ganha substância. 

II. O QUE FAZER DURANTE A PASSAGEM PELO VALE?

Davi disse:não temeria mal algum, porque tu estás comigo; tua vara e teu cajado me consolam.”

  1. ENFRENTAR O DESÂNIMO

a) Não é possível rodear o vale. Não é possível passar por debaixo ou por cima do vale. Só podemos passar pelo vale.

b) Ficar desanimado é um direito nosso, enfrentar o desânimo é um dever, entregar-se ao desânimo é pecado.

c) A certeza da presença do Pastor nos dá força.

2.  TER A CONSCIÊNCIA DA COMPANHIA DE DEUS.

a) Davi afirmou: “Porque Tu estás comigo. Tu estás comigo a cada momento”. (Isaias 43.2Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.)

b) A partir do verso 4, do Salmo 23, há uma mudança estratégica de linguagem. Até então, todos os pronomes pessoais estão na terceira pessoa do singular – Davi estava falando a respeito de Deus. Mas quando chega no vale, ele muda para a segunda pessoa.

c) Agora ele não está mais falando a respeito de Deus, mas, sim, com Deus. “Tu estás comigo. Tua vara e teu cajado me consolam”.

Obs. Quando estamos passando por um vale, não queremos falar sobre Deus; queremos falar com Deus.

  1. CONFIAR NA PROTEÇÃO E DIREÇÃO DE DEUS

a) Davi relembra a si mesmo que a vara e o cajado de Deus lhe trazem conforto.

b) Vara e cajado eram as duas ferramentas básicas que um pastor usava para proteger e guiar as ovelhas. 

1) Uma vara tinha perto de 1 metro de comprimento, com uma saliência acentuada em uma das extremidades. Para contra-atacar qualquer ameaça.  A vara de Deus nos dará proteção.

 2) O cajado era um bastão, arredondado, longo, com um tipo de argola semi-aberta na extremidade. O pastor usa o cajado para guiar e confortar. Ele usa o cajado para trazer a ovelha para perto de si; para levantar uma ovelha que cai. 

A VARA E O CAJADO DO PASTOR

A vara e o cajado. O interessante que esses dois instrumentos nunca eram utilizados para ferir, maltratar as ovelhas, pelo contrário eram sempre utilizados para o benefício do rebanho.

A vara e o Cajado:

1.  As três funções principais da vara.

1.1-  Proteger as ovelhas: A vara era, na verdade a extensão do braço direito do Pastor.

1.2- Examinar as ovelhas: O pastor abre a lã com a vara, corre todos os dedos por todo corpo da ovelha à procura de sinais de irregularidade. Esse exame é de grande conforto para o animal, pois somente deste modo seus problemas ocultos (feridas, espinhos) podem ser expostos perante o pastor.

1.3- Contar as ovelhas: Na terminologia do velho testamento isso era descrito como “passar sob a vara” (Ezequiel 20.37Contarei vocês enquanto estiverem passando debaixo da minha vara, e os trarei para o vínculo da aliança). Mostrando que a ovelha havia sido contada pelo o pastor. 

2.  As três funções do cajado.

“O cajado do pastor, normalmente, é uma vara longa e fina, tendo uma das pontas recurvadas formando um gancho”.

2.1- Trazer as ovelhas para perto uma das outras e do próprio Pastor,

2.2- Erguer as ovelhas: Quando as ovelhas estavam viradas, ou seja, com as patas voltadas pra cima, o animal não consegue se levantar.

2.3- Dirigir as ovelhas: O cajado também é utilizado para dirigir as ovelhas. Ele não utiliza para espancar o animal. Em vez disso, encosta a ponta da longa vara no flanco do animal, e, com uma leve pressão, guia as ovelhas ao caminho que deseja. 

Conclusão: Três coisas importantes a respeito das sombras:

  1. As sombras são sempre maiores do que a realidade.
  2. As sombras não podem nos ferir. Elas podem nos amedrontar, mas não podem nos ferir.
  3. Sombras não podem existir se não houver uma luz em algum lugar.

Obs.

1) Quando você sentir medo, não olhe para a sombra. Vire para a direção oposta e olhe para a luz e a sombra cairá atrás de você. Jesus disse: “Eu sou a luz do mundo”. (Jo 8.12) comp. (Sl 34.19)

2) A diferença para o cristão não é a ausência do vale, mas a presença do Pastor. Deus está conosco.

Pastor Oziel Nascimento

Em 10 de abri de 2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading...